O que é PEAD? (Polietileno de Alta Densidade)

O que é PEAD?

PEAD - Polietileno de Alta Densidade

O polietileno é o polímero com a estrutura química mais simples. Ele é obtido por meio da polimerização do eteno e por isso também pode ser conhecido como polieteno. Por ser constituído apenas de hidrogênio e carbono, o produto é atóxico e possui uma grande resistência química.

Com peso molecular elevado, o polietileno de alta densidade (PEAD) é indicado especialmente para a fabricação de tubos. Com excelentes propriedades mecânicas, físicas, químicas e hidráulicas, os tubos apresentam uma ótima resistência ao tensofissuramento e às deformações, garantindo durabilidade superior a 50 anos. Além disso, como são aditivados com o pigmento negro de fumo possuem resistência à fotodegradação, podendo ser usados em áreas abertas e expostos às ações do tempo.

Amplamente utilizados e padronizados por regulamentações nacionais da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e internacionais (ISO, EN, ASTM, etc.), os tubos de PEAD são produzidos com resinas especiais qualificadas como PE 80 e PE 100. Possuem tensões de dimensionamento hidrostático a 20ºC, o que garante uma longa vida útil. Estão disponíveis em diâmetros de 20 mm a 1600 mm e têm ampla gama de pressões, que vão de 4 a 20 bar (0,4 a 2 MPa).

Há mais de 30 anos, os tubos de PEAD são utilizados em todo o mundo em diversas aplicações, como redes e ramais de distribuição de água, de gás e adutoras, agregando vantagens econômicas e técnicas a diversos projetos. Por serem flexíveis, resistentes ao impacto e à tração, permitem a instalação por meio de sistemas não-destrutivos, ou seja, sem a abertura de valas. Esse método, além de proporcionar mais agilidade à execução das obras, também é benéfica ao meio ambiente e garante economia financeira.

CARACTERÍSTICAS
A utilização dos tubos de PEAD cresce a cada dia em razão dos grandes benefícios que proporciona, o que permite mais flexibilidade na execução de obras, economia financeira, preservação do meio ambiente, entre outras vantagens. Veja as peculiares que fazem desse produto um grande aliado nas obras modernas de infraestrutura:
  • > Elevada resistência ao impacto e à abrasão;
  • > Grande resistência química (praticamente imune à temperatura ambiente);
  • > Atóxico (excelente para transporte de água potável e alimentos);
  • > Impermeável;
  • > Flexibilidade (pode ser fornecido em bobinas e diminui peças no campo);
  • > Leveza (densidade aproximada 0,95 g/cm 3);
  • > Imune às corrosões química e galvânica;
  • > Sistemas de união soldáveis ou por juntas mecânicas resistentes à tração;
  • > Reduzido número de juntas;
  • > Excelentes características hidráulicas (C = 150) e baixíssimo efeito de incrustações;
  • > Propicia maior velocidade de obra (permite uniões/soldagens fora da vala);
  • > Menor largura de vala, menor custo de assentamento, recobrimento e recapeamento;
  • > Custo global de obra menor;
  • > Vida útil superior a 50 anos.
APLICAÇÕES
A versatilidade dos tubos de PEAD atende às diversas demandas de projetos distintos. Por este motivo, a cada dia surgem novas aplicações para o produto, utilizado em várias áreas. Veja abaixo as aplicações mais comuns:
  • > Redes de distribuição de água;
  • > Adutoras, captações de água;
  • > Emissários terrestres e subaquáticos;
  • > Redes coletoras de esgoto e águas pluviais;
  • > Redes de distribuição de gás;
  • > Linhas de irrigação por aspersão e gotejamento;
  • > Transporte de combustíveis (gasolina, diesel, gás, álcool);
  • > Conduítes de fibra ótica e cabos de energia elétrica;
  • > Transporte de sólidos (linhas de dragagem e minérios);
  • > Tubulações de efluentes e produtos químicos agressivos, entre outros.
MÉTODOS DE UNIÃO
Os projetos com tubos de PEAD (Polietileno de Alta Densidade) requerem mão de obra qualificada para que as soldas sejam realizadas da forma correta. A Ecopipe possui máquinas e profissionais experientes para garantir a qualidade da sua obra. Conheça os métodos de soldagem dos tubos de polietileno:

Termofusão

A solda por termofusão consiste em unir superfície com superfície de tubos e conexões. Após o esquadrejamento das extremidades dos tubos, uma máquina especial aquece essa região durante um período determinado. Em seguida, o equipamento une as extremidades aplicando pressão. Desta forma, acontece a interação das massas fundidas, resultando em um corpo único que mantém as mesmas propriedades características dos materiais originais.

Termofusão: solda tipo soquete

Neste modo de soldar, os tubos são unidos por meio de uma conexão tipo soquete. Assim, a superfície interna da conexão e a externa do tubo são aquecidas até que ocorra a fusão. Esse processo requer o uso de um gabarito macho para aquecer a conexão e um gabarito fêmea para aquecer o tubo

Eletrofusão

A soldagem de tubos PEAD por eletrofusão acontece por meio de conexões que possuem, incorporadas à sua superfície interna, uma resistência elétrica com terminais que são conectados a um equipamento que fornece tensão elétrica controlada. Após receber carga de energia durante determinado período, ocorre a fusão da superfície interna da conexão.